Prefeitura de Florianópolis obriga supermercados a aferir temperatura de clientes

Medida começa a valer a partir desta segunda-feira na cidade

Por O Dia , O Dia

Aeroporto Internacional Hercílio Luz, em Florianópolis, checa temperatura corporal de passageiros na área de desembarque
Aeroporto Internacional Hercílio Luz, em Florianópolis, checa temperatura corporal de passageiros na área de desembarque -
Florianópolis - Para conter a propagação do novo coronavírus nos estabelecimentos comerciais, a Prefeitura de Florianópolis determinou, em decreto elaborado no dia 22 de abril, que todos os supermercados da cidade serão obrigados a medir a temperatura dos clientes na entrada. Aqueles que descumprirem a regra poderão sofrer multa de até R$ 2,5 mil e até interditação pela Vigilância Sanitária Municipal.
A medida, que começa a valer a partir desta segunda-feira, se enquadra para locais com área igual ou maior do que mil metros quadrados. A aferição será realizada por meio de um termômetro digital infravermelho com mira laser para corpo humano. Os clientes que apresentarem temperatura acima de 37,8 ºC serão notificados às autoridades imediatamente pelo estabelecimento.
O decreto ainda se estende para outros locais de Florianópolis. Hotéis, igrejas e pousadas também precisarão da aferição de hóspedes e fiéis, como forma de conhecer, com mais precisão, a real situação do município em relação ao número de contaminados. Além da temperatura, estar usando máscara é requisito fundamental para frequentar os lugares públicos da cidade, que deverão fornecer álcool em gel 70% gratuito.
 

Comentários