Petrobras começa a testar trabalhadores antes de embarcar

A empresa anunciou que 160 funcionários estavam com covid-19

Por Agência Brasil , Agência Brasil

-
A Petrobras informou na tarde de hoje (27) que incluiu o uso de testes rápidos para covid-19 entre os procedimentos de pré-embarque para suas plataformas em alto mar. Segundo a estatal, a testagem rápida começou a ser empregada em 20 de abril, no Aeroporto de Jacarepaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Desde então, o procedimento passou a ser adotado também no Aeroporto de Vitória, no Espírito Santo, e nos aeroportos fluminenses de Macaé, Farol de São Tomé e Cabo Frio. A testagem também deverá ser utilizada para voos na província petrolífera de Urucu, no Amazonas.

A empresa explicou que os testes rápidos adotados detectam a presença de anticorpos no sangue e podem identificar pessoas que estão com a infecção ativa há alguns dias, incluindo casos assintomáticos, e também aquelas que já tiveram a doença de forma assintomática e se curaram, o que significa que seu embarque pode ser autorizado. O exame analisa gotas de sangue coletadas na ponta de um dedo, e o resultado fica pronto em 30 minutos.

A Petrobras já havia implementado a realização de testes RT-PCR desde o início de abril em trabalhadores que apresentassem sintomas da doença. O exame detecta a presença de material genético do coronavírus no organismo.

Em coletiva de imprensa realizada no último dia 17 de abril, a Petrobras havia informado que tinha 160 casos confirmados de coronavírus entre trabalhadores próprios e terceirizados. Duas plataformas da empresa chegaram a ter a produção paralisada por conta da disseminação da doença.

Comentários