Governador do Ceará, Camilo Santana atua com mais rigidez nas novas medidas de isolamento social para frear o contágio da covid-19 - Valter Campanato/Agência Brasil
Governador do Ceará, Camilo Santana atua com mais rigidez nas novas medidas de isolamento social para frear o contágio da covid-19Valter Campanato/Agência Brasil
Por ESTADÃO CONTEÚDO
Fortaleza - Embora o termo "lockdown" esteja sendo evitado pelo governo do Ceará e pela prefeitura de Fortaleza, começa a valer nesta sexta-feira o decreto municipal que aumenta o controle sobre os espaços públicos e privados visando a aumentar o isolamento social. Até o dia 20, a circulação de pessoas e veículos por vias públicas terá maior fiscalização.
Publicidade
Ao andar pelas ruas de Fortaleza já é possível ver que a quase unanimidade das pessoas adotou o uso da máscara, obrigatória desde terça por decreto estadual com validade também até o dia 20. Mas ainda são muitas as lojas abertas que tentam disfarçar o seu funcionamento fechando uma das portas.

As aglomerações e principalmente as filas nos bancos fazem parte do cenário de locais tradicionalmente movimentados, como o centro de Fortaleza. Segundo dados da plataforma IntegraSUS, da Sesa (Secretaria de Saúde), o Ceará registrou até quinta-feira 12.644 casos de coronavírus e 854 mortes pela doença. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.