Bolsonaro diz que Suécia é exemplo no combate à covid-19

Presidente ignora que país escandinavo, na verdade, tem mais mortos por coronavírus do que alguns vizinhos europeus que adotaram isolamento mais rígido

Por O Dia

Presidente Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro -

Brasília - Durante uma reunião com empresários da indústria, ontem pela manhã, em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro disse que, por ele, o Brasil adotaria o isolamento vertical. Ele citou a Suécia como exemplo, mas não mencionou que o país escandinavo tem mais mortes por covid-19 que os vizinhos, que adotaram o isolamento mais rígido.

Com 10 milhões de habitantes, a Suécia passou a casa dos 3 mil mortos há uma semana, em 7 de maio. O Brasil, com população 21 vezes maior, registrava naquele momento o triplo de óbitos na mesma data. Ou seja, em termos matemáticos, o índice de mortos pelo total de habitantes na Suécia é cerca de sete vezes maior que o do Brasil. A comparação não leva em conta a subnotificação nos países.

E os números continuam subindo. Até ontem, a Suécia já registrava 28.582 casos confirmados e 3.529 mortes. Para cada milhão de habitantes, o país nórdico tem 2.830 casos e 349 óbitos. Se comparado ao Brasil, fazendo a mesma conta, os números são bem menores: 923 casos e 64 mortes para cada milhão de habitantes.

 

Comentários