Bolsonaro diz que 'sistema particular' de informação é formado por conhecidos

"Este é meu serviço de informação particular que funciona melhor do que este que eu tenho oficialmente, que não traz informação", disse

Por O Dia

Vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril, divulgado nesta sexta-feira
Vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril, divulgado nesta sexta-feira -
Brasília - O presidente Jair Bolsonaro confirmou, nesta sexta-feira, que possui um "sistema particular" de informações. Em entrevista à rádio Jovem Pan, ele informou que a rede é formada por conhecidos em diversos estados.
"O que é meu serviço de informações particular? É o sargento do batalhão do Bope do Rio de Janeiro, é o capitão do grupo de artilharia lá de Fortaleza, é o policial civil que tá em Manaus, é meu amigo que tá na reserva e me traz informação da fronteira. Este é meu serviço de informação particular que funciona melhor do que este que eu tenho oficialmente, que não traz informação. Esta sempre foi a minha crítica. Este problema, temos aqui o aparelhamento de instituições e não é fácil mudar isso aí", disse Bolsonaro.
No entanto, o presidente não foi questionado sobre o suposto vazamento de informações da operação Furna da Onça ao seu filho, o senador Flávio Bolsonaro. O empresário Paulo Marinho relatou o vazamento à Procuradoria-Geral da República e à Polícia Federal. Já o parlamentar nega as acusações e diz que o empresário, que é seu suplente na chapa, estaria interessado na vaga.
Na mesma entrevista, Bolsonaro disse que "jamais entregará seu celular ao Supremo". "Um ministro do STF querer o telefone do presidente da República, por causa de fake news, tá de brincadeira comigo", disse, acrescentando que os Poderes são independentes e precisam saber o seu limite.
O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, relator do inquérito que investiga a suposta interferência de Bolsonaro na PF, enviou nesta sexta a notícia-crime que pede a apreensão do celular presidente à Procuradoria-Geral da República (PGR). O envio do pedido à PGR para que ela se manifeste a respeito é praxe em investigações.
Confira os vídeos da reunião ministerial, em 10 partes:

Galeria de Fotos

Vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril, divulgado nesta sexta-feira Reproducao Internet
O presidente Jair Bolsonaro fala à imprensa no Palácio da Alvorada MArcello Casal Jr / Agência Bras

Comentários