Latrocínio aconteceu em Campo Grande e bebê de 1 ano foi levado pela mãe para o local - Pexels / Imagem ilustrativa
Latrocínio aconteceu em Campo Grande e bebê de 1 ano foi levado pela mãe para o localPexels / Imagem ilustrativa
Por IG - Último Segundo
São Paulo - Um trio foi preso em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, por suspeita de latrocínio, crime que configura roubo seguido de morte, contra o policial militar da reserva Valdecir Ferreira, de 59 anos. A intenção era roubar uma suposta quantia de R$ 30 mil que o PM guardava em casa. O esquema foi planejado pela ex-namorada da vítima, Daniela Dias do Nascimento Neto, de 28 anos, que levou o filho de 1 ano para a casa do ex-companheiro na madrugada de domingo.

Além de Daniela, foram detidos Kleber Araújo Guimarães, atual namorado dela, e Leivison de Souza Melchiades. Em depoimento, Kleber disse que Daniela estava com o filho no colo e na companhia de Leivison, que seguiram para a residência do PM com um motorista de aplicativo. Após o roubo, Kleber passaria no local para pegá-los.

Por volta de 1h da madrugada do domingo, Kleber teria sido avisado que o planejamento do crime havia dado errado e que a vítima havia morrido. O trio, junto com a criança, fugiu levando um isopor com carnes e cervejas, um par de tênis e R$ 800. A quantia de R$ 30 mil não foi encontrada pelo grupo na casa do PM.

De acordo com o portal Campo Grande, apesar da versão de Kleber, a investigação indica que o PM foi morto asfixiado com um cinto e depois esfaqueado pelos dois homens.

Os três foram presos em flagrante e vão responder por latrocínio. Daniela é mãe de mais 4 crianças, todas menores de 12 anos. Durante o interrogatório, tanto Daniela quanto Leivison não quiseram falar.