Sara Winter é presa pela PF em Brasília

Mandado de prisão foi autorizado pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal. Além dela, outras cinco pessoas pertencentes ao grupo '300 pelo Brasil' são alvos de mandados, mas ainda não tiveram a identidade revelada

Por O Dia

Sara Winter é bolsonarista e fez ameaças a autoridades via web
Sara Winter é bolsonarista e fez ameaças a autoridades via web -
A líder do movimento 300 do Brasil, Sara Winter, foi presa na manhã desta segunda-feira pela Polícia Federal em Brasília. O mandado de prisão foi autorizado pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal. Sara é investigada no inquérito das fake news, do qual Moraes é relator. Além dela, outras cinco pessoas pertencentes ao grupo são alvos de mandados, mas ainda não tiveram a identidade revelada.

Galeria de Fotos

Sara Winter é bolsonarista e fez ameaças a autoridades via web Reprodução/Twitter
Sara Winter Reprodução do Instagram
Sara Winter Reprodução do Instagram
Sara Winter Reprodução do Instagram
Sara Winter Reprodução / Redes Sociais
A prisão ocorre no âmbito de outro inquérito, que apura atos antidemocráticos, a pedido da Procuradoria Geral da República (PGR). O inquérito também é de relatoria de Moraes.

Winter lidera o movimento "Os 300 do Brasil", grupo armado de extrema direita formado por apoiadores de Jair Bolsonaro, que acampavam em Brasília. O acampamento foi desmontado na manhã de sábado pelo governo do Distrito Federal. 
Após ser alvo de mandados de busca e apreensão no inquérito das fake news, Winter divulgou vídeos ameaçando o ministro Alexandre de Moraes. Por conta das declarações, foi expulsa do DEM.

Comentários