Toninho Vieira - Divulgação
Toninho VieiraDivulgação
Por IG - Último Segundo

São Paulo - Um vereador de Cubatão (SP) foi acusado de ameaçar e xingar uma enfermeira, de 36 anos, em uma carreata para atendimento de pacientes com suspeita de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-coV-2), no Pronto Socorro da cidade. A informação foi confirmada pelo G1 nesta segunda-feira.

Segundo a Polícia Civil, o caso ocorreu no PS de Cubatão. De acordo com a ocorrência, a profissional de saúde realizava um atendimento quando o vereador Antonio Vieira da Silva, conhecido como Toninho Vieira (Progressistas), chegou ao local filmando pacientes que estavam realizando exames e, em tom agressivo, passou a xingá-la e os demais colegas presentes.

Em entrevista ao G1, a profissional, que preferiu não se identificar, explicou que foram chamá-la para falar que o parlamentar estava questionando o motivo da demora no atendimento de pacientes. “Não tem problema ele fazer esse questionamento, o problema foi a forma como ele abordou a gente”, afirma. 

À ocasião, ela explicou a Toninho que ninguém aguardava por muito tempo e que existe um protocolo a ser seguido. Ainda segundo ela, após isso, o parlamentar passou a gritar e questionar se não havia funcionários suficientes.

“Falei que ele estava gritando muito e pedi para que ele se retirasse. Nesse momento, ele começou a chamar as enfermeiras de lerdas e me chamou de incompetente. Começou a ofender, falando que estávamos demorando de propósito”, relata a enfermeira. Depois da confusão, ela pediu para uma colega acionar a Polícia Militar e os dois saíram da carreta.

Em sua defesa, o vereador Toninho Vieira informou que moradores entraram em contato com ele devido a demora para fazer o testes da Covid-19 e que foi até o local para cobrar, já que entende isso como obrigação do cargo. Procurada pela reportagem, por meio de nota, a Prefeitura de Cubatão lamenta profundamente a conduta do vereador. 

Você pode gostar
Comentários