Bolsonaro tirou máscara em entrevista - Reprodução CNN
Bolsonaro tirou máscara em entrevistaReprodução CNN
Por IG - Último Segundo
São Paulo - As emissoras Empresa Brasil de Comunicação (EBC), CNN Brasil e Record TV afirmaram que vão afastar profissionais da imprensa que entrevistaram o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na manhã desta terça-feira. Na ocasião, ele informou pessoalmente que está com a covid-19.

Ao longo do dia, o Sindicato de Jornalistas e a Associação Brasileira de Imprensa se manifestaram sobre a entrevista. O primeiro órgão afirmou que jornalistas devem interromper coberturas no Palácio do Planalto, enquanto a ABI disse que a ação do presidente foi "criminosa" e encaminhará carta-notícia ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Em determinado momento na entrevista, Bolsonaro se afastou dos profissionais e retirou a máscara. "Espera um pouco que vou afastar aqui para vocês verem minha cara. Estou bem, tranquilo, graças a Deus", disse.

Os afastamentos acontecerão por medidas de segurança. Os profissionais deverão ficar isolados por período de quatro a sete dias. Após este período, jornalistas, cinegrafistas e equipe técnica deverão realizar o teste da covid-19.