Em agosto, Zambelli também teve o diagnóstico positivo para a Covid-19, mas foi acusada de mentir sobre a doença depois que o hospital DF Star, em Brasília, divulgar nota dizendo que a deputada, na verdade, teve um quadro de endometriose aguda e que ela teve um exame que deu 'falso positivo' - Reprodução/Twitter
Em agosto, Zambelli também teve o diagnóstico positivo para a Covid-19, mas foi acusada de mentir sobre a doença depois que o hospital DF Star, em Brasília, divulgar nota dizendo que a deputada, na verdade, teve um quadro de endometriose aguda e que ela teve um exame que deu 'falso positivo'Reprodução/Twitter
Por iG
Brasília - A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) testou positivo para a Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), nesta quinta-feira (15). De acordo com publicação feita no Facebook, a parlamentar disse que chegou a ficar com 10% dos pulmões comprometidos.
Em agosto, Zambelli também teve o diagnóstico positivo para a Covid-19, mas foi acusada de mentir sobre a doença depois que o hospital DF Star, em Brasília, divulgar nota dizendo que a deputada, na verdade, teve um quadro de endometriose aguda e que ela teve um exame que deu "falso positivo".

"Agora fui realmente diagnosticada de novo, com todos os exames confirmativos", escreveu Zambelli nesta quinta. "Muitas pessoas desejaram minha morte, outras tiraram um sarro com se fosse possível que um ser humano inventasse uma doença para 'chamar a atenção' e depois desmentir a própria doença, passando por mentiroso", completou.

No texto publicado no Facebook, a parlamentar ainda afirma que está sendo tratada por um plano de saúde privado que está sendo pago do bolso dela.

Publicidade
Zambelli também demonstrou preocupação com o pai, que também está com a Covid-19. Segundo a deputada, ele tem 72 anos e diabetes e "está um pouco acima do peso".

"Graças a Deus o tratamento começou precoce e está internado, com 25% do pulmão tomado e tomando oxigênio. Aos que estão lendo aqui, lhe digo: o mais difícil não é passarmos por problemas, mas os que amamos", escreveu.