Por IG - Último Segundo
Fux determina sorteio de novo relator para inquérito sobre Bolsonaro no STFReprodução

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, determinou, nesta terça-feira (20), que o sistema eletrônico do STF sorteie um novo relator para o inquérito que apura se o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tentou interferir na Polícia Federal (PF).

O relator original do processo era o ministro Celso de Mello, que se aposentou do cargo no último dia 12. O pedido para o sorteio partiu da defesa do ex-ministro Sérgio Moro, que também é investigado no inquérito e foi quem acusou o presidente da susposta interferência na estrutura da PF.

"A pedido dos advogados do ex-ministro Sérgio Moro, e em função da celeridade inerente a um inquérito, o presidente da Corte, ministro Luiz Fux, determinou a redistribuição do inquérito 4831 que estava sob a relatoria do ministro Celso de Mello. A redistribuição deve ocorrer ainda hoje pelo sistema eletrônico do STF", diz o comunicado do STF.

O presidente Jair Bolsonaro indicou para a vaga o desembargador escolhido por ele, Kassio Nunes Marques, mas o nome precisa ser confirmado pelo Senado.

Você pode gostar
Comentários