Boechat: nascido em Buenos Aires, ele começou carreira nos anos 1970 e vivia em São Paulo desde 2006 - Band/ Divulgação
Boechat: nascido em Buenos Aires, ele começou carreira nos anos 1970 e vivia em São Paulo desde 2006Band/ Divulgação
Por iG
São Paulo - O relatório final do Centro Nacional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos sobre o acidente que matou o jornalista Ricardo Boechat aponta que a queda da aeronave foi causada, entre outros motivos, pela falta de manutenção. A informação é do repórter Valteno de Oliveira, da Band.

O acidente aconteceu em 11 de fevereiro do ano passado, quando o helicóptero caiu na rodovia Anhanguera, na altura do Rodoanel, na região metropolitana de São Paulo, causando a morte do jornalista e do piloto Ronaldo Quattrucci.

De acordo com o relatório, de 65 páginas, o tubo de distribuição de óleo da aeronave estava entupido.

A troca do óleo, que deveria ser feita uma vez por ano, chegou a ficar sem ser realizada por mais de três anos. O helicóptero pertencia à empresa RQ Serviços Aéreos Ltda.