Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles - Agência Brasil
Ministro do Meio Ambiente, Ricardo SallesAgência Brasil
Por ESTADÃO CONTEÚDO
Brasília - O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse que a principal questão ambiental enfrentada pelo País está nas cidades, na falta de saneamento básico. "As pessoas estão vivendo em meio a lixões, esse tema é fundamental no Brasil. Precisamos tirar o atraso", afirmou.
Em evento virtual organizado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Salles disse que, mesmo com a aprovação do marco legal do saneamento, é necessário financiamento para que municípios invistam no setor.
Publicidade
O ministro ressaltou que há casos em que a formação de consórcios por empresas privadas é inviável, seja porque não há interesse econômico ou pela dificuldade de acesso, como em municípios do Norte.
"Precisamos ter modalidades de financiamento para emprestar recursos para que os municípios possam adotar soluções. Os recursos do BNDES têm que entrar em lacunas onde o mercado não tem interesse de entrar", afirmou.
Publicidade
Salles disse que o novo marco legal atrairá o setor privado, mas que há muita discrepância entre os municípios brasileiros. "A sistemática que vamos adotar no Rio de Janeiro ou em São Paulo não tem nada a ver com o que vamos usar no Centro-Oeste, Norte, nas regiões longe do litoral no Nordeste. Temos que ter flexibilidade muito grande para esses projetos", acrescentou.