Aulas remotas da rede municipal voltam nesta segunda-feira - Imagem/Internet
Aulas remotas da rede municipal voltam nesta segunda-feiraImagem/Internet
Por iG
Belo Horizonte - O autor das ameaças à professora e vereador mais votada da história de Belo Horizonte, Duda Salabert, voltou a falar sobre massacre em colégio da região. No email assinado por um grupo neonazista, que está em investigação na Polícia Civil, é reafirmada a promessa de que o colégio se tornará um "mar de sangue". As informações são do portal BHAZ.
"Eu avisei que se vocês fossem na polícia eu ia ficar sabendo. Agora eu irei transformar o Bernoulli num mar de sangue. Vou invadir essa merda e vou matar todas as vadias e todos os negros. Inclusive os negros que trabalham como porteiros, faxineiros etc, já que praticamente não há negros no colégio", escreveu o criminoso em um dos trechos da mensagem.

Ameaças contra vereadora eleita

Na última quinta-feira (03), o mesmo grupo fez ameaças contra o colégio e contra Duda Salabert, primeira mulher transexual eleita vereadora da capital mineira. Segundo a publicação, a vereadora disse que as ameaças se intensificaram depois da vitória no pleito. Uma ocorrência foi registrada na Polícia Civil, que investiga a autoria dessas mensagens.

"Nunca em minha vida fui tão acolhida… Vamos juntas! E trago em mim mais este verso do Ferreira Gullar. 'A luta comum me acende o sangue e me bate no peito como o coice de uma lembrança'. Sigo em luta", afirmou Duda Salabert em postagem realizada nas redes sociais, assim que chegou da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher.