Deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP) - Agência Câmara
Deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP)Agência Câmara
Por IG - Último Segundo
Baleia Rossi (MDB-SP) , candidato à presidência da Câmara dos deputados, declarou nesta quinta-feira (28) que “quer ser presidente de uma Câmara que não se vende por 30 moedas”, em referência a atuação do governo federal na eleição parlamentar.
Bolsonaro, que na última quarta (27), afirmou que “se Deus quiser”, iria “influir na presidência da Câmara”, foi criticado pelo deputado do MDB:
Publicidade
“Esta interferência apequena o nosso Parlamento, e eu quero ser presidente da Câmara dos Deputados de uma Câmara que não se vende por 30 moedas, eu quero ser presidente de uma Câmara que possa contribuir com o nosso país”.
Arthur Lira (PP-AL), líder do centrão, tem o apoio do governo Bolsonaro, que segundo informações do Antagonista, liberou mais de R$ 630 milhões em emendas parlamentares para garantir a vitória do candidato à presidência da Câmara.
Publicidade
Na sabatina promovida pela Frente Parlamentar Ética contra a corrupção, Baleia declarou que a Câmara precisa ser “independente” caso os deputados queiram “exercer seu mandato na plenitude”:
“Não há nenhum tema que será bloqueado, mas não podemos ter uma Câmara cartorial, que apenas carimbe o que vem do Executivo. Nós já demos provas aqui que muitos dos projetos enviados pelo Executivo foram melhorados pelos parlamentares e é dessa forma que eu quero conduzir a Câmara”, afirma.