Hackers invadem debate da Fiocruz e desenham suástica  - Reprodução
Hackers invadem debate da Fiocruz e desenham suástica Reprodução
Por O Dia
Salvador - Dois debates virtuais da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) foram invadidos por hackers nesta quinta e sexta-feira. Em um evento sobre Saúde e Migração, que aconteceu sexta-feira e foi organizado pela Fiocruz de Salvador (BA), os invasores inseriram na tela uma suástica - símbolo nazista. Professores que participavam da palestra também foram ofendidos e chamados de "pedófilos" e "assassinos". As informações são da rádio CBN.
Já no debate realizado na quinta-feira, que tratava sobre a vacina contra a covid-19, os hackers xingaram as mulheres presentes com mensagens de caráter machista e misógino. Os invasores ainda demonstraram apoio ao governo do presidente Jair Bolsonaro, com a frase "Bolsonaro 2022", em referência à próxima eleição presidencial. 
Publicidade
Nesta sexta-feira, o ataque ocorreu nos primeiros oito minutos do seminário, que era aberto ao público. Quando a sala virtual foi invadida, havia mais de 40 participantes e quatro palestrantes participavam do debate.
Ainda segundo a rádio, os hackers também escreveram xingamentos na tela de transmissão dos debatedores, mandaram que eles se calassem e fizeram acusações falsas. Eles derrubaram a reunião depois. O seminário, que era organizado pela Fiocruz de Salvador, será remarcado para outra data.
Publicidade
Em entrevista à CBN, Julia Pescarini, epidemiologista da Fiocruz de Salvador e organizadora do evento desta sexta, disse que um invasor de ambos os seminários utilizava o mesmo codinome: "Uma das pessoas que fez o ataque de ontem (quinta-feira) também estava hoje (sexta-feira) e usava o nome de Gabriel Monteiro. Mas a gente foi olhar a lista de inscrição e é um e-mail que parece não ser real. É um ataque à ciência, um ataque às instituições, neste caso a Fiocruz, que representa a ciência e que representa talvez movimentos mais ligados à esquerda", disse Pescarini à rádio.
Em nota, a Fundação informou que está avaliando o ocorrido e tomará as medidas cabíveis.