Arthur Lira (Progressistas-AL), presidente da Câmara dos Deputados - Luis Macedo/Agência Câmara
Arthur Lira (Progressistas-AL), presidente da Câmara dos DeputadosLuis Macedo/Agência Câmara
Por iG
Brasília - O novo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) manteve a decisão de mover o comitê de imprensa para construir o gabinete da presidência no local, mesmo após apelo de deputados federais e de jornalistas.

Com a mudança, parlamentares não terão mais que passar pelo Salão Verde, onde a imprensa os entrevistava, para entrar no plenário. A medida está sendo criticada por jornalistas porque dificultará a cobertura política em Brasília.

"Com muita democracia, nós vamos conversar hoje, mas a decisão da Mesa (Diretora) está tomada. Iremos dialogar para dar um conforto e maior possibilidade que a imprensa exerça seu papel sempre com democracia, sem nenhum tipo de oportunismo político", disse Lira.

A transferência da imprensa está marcada para a próxima quinta-feira (11). E após 60 anos ocupando o espaço, o comitê será deslocado para o subsolo.

Imagens preliminares do novo espaço mostram um espaço ainda menor do que o antigo, sem janelas, banheiro, cabines de rádio e TV.

Ainda há o temor de que a sala não comporta todos os profissionais da imprensa e que o espaço fique aglomerado, indo contra as indicações de distanciamento social em meio à pandemia da Covid-19.