Sistema Cantareira opera com volume menor do que o da crise hídrica de 2013
Sistema Cantareira opera com volume menor do que o da crise hídrica de 2013 Divulgação
Por iG
São Paulo - Nesta quarta-feira (03), o sistema Cantareira aponta um volume de água menor do que o registrado antes de 2013, quando passou pela crise hídrica, de acordo com os dados apresentados pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). As informações foram apuradas pelo R7.    Em março de 2013, a capacidade do sistema girava em torno dos 57,1%. Nesta quarta (03), segundo as informações da Sabesp, a capacidade máxima dos reservatórios chegou em 48,6%. Se dado for igualado ao mesmo período do ano passado, o número também é abaixo do normal. Em 2020, o sistema chegou a operar com 61% de sua capacidade total. 

O sistema Cantareira deposita cerca de 1,2 trilhão de litros de água, dessa quantidade, 982 bilhões de litros ficam acima do nível do conhecido como volume útil. O restante fica armazenado abaixo das compostas, tidas como reserva técnica, segundo as referências da companhia. 

Se estivesse em condições normais, sistema estaria encarregado de fornecer água para aproximadamente 9 milhões de habitantes, principalmente residentes da região metropolitana de São Paulo