Lilo Clareto
Lilo Clareto Reprodução
Por iG
O fotógrafo Maurilo Clareto, conhecido como Lilo, está internado e intubado em Altamira (PA) por causa da Covid-19. Ele foi por 11 anos repórter fotográfico de O Estado de S. Paulo e da revista Época e trabalhou com diversos profissionais do jornalismo brasileiro. Foram os colegas que se uniram para arrecadar dinheiro e garantir uma assistência médica extra coordenada por um médico de São Paulo.

Entre os amigos que estão ajudando na campanha está a jornalista e escritora Eliane Brum, que escreveu o texto Respira, Lilo.
"Lilo Clareto respira com os olhos. E agora ele tem os olhos fechados. Em coma induzido para a intubação por covid-19, eu poderia pensar que ele parou de olhar o mundo de fora. Mas eu não acredito nisso. Os olhos de janela do Lilo estão olhando para os vastos mundos de dentro".

Em seu facebook, Eliane Brum fez o apelo para ajudar o amigo: "Ainda faltam 12 mil para completar os 40 mil do tratamento de ponta e temos ainda um gasto diário constante de mil reais (intensivista, fisioterapeuta de pulmão e eventuais medicamentos e exames que precisamos pagar na rede particular para aumentar a agilidade)".

Os profissionais que montaram a campanha de arrecadação também criaram uma Galeria Solidária com fotos de Lilo Clareto. Cada foto custa 220 reais. Elas podem ser compradas por mensagens no Facebook, nesta página , pelo Instagram @galeriasolidariadefotografia ou pelo email: [email protected]