Rio - 01/04/2020 - COVID 19 - CORONAVÍRUS - Cemitério Sao Joao Batista - Enterro de Magna Soares Almeida, vitima do Coronavírus, Covid-19. Viuvo e familiares velam o corpo em um local aberto, caixão sempre fechado e depois acompanham o  caixão ate o sepultamento.  Os coveiros tiveram que mudar a vestimenta, as luvas simples e uniformes comuns deram lugar a trajes especiais. Macacão descartável, botas, luvas, óculos e uma máscara para enterrarem pessoas com suspeitas ou casos confirmados da Covid-19. Foto: Daniel Castelo Branco / Agencia O Dia
Rio - 01/04/2020 - COVID 19 - CORONAVÍRUS - Cemitério Sao Joao Batista - Enterro de Magna Soares Almeida, vitima do Coronavírus, Covid-19. Viuvo e familiares velam o corpo em um local aberto, caixão sempre fechado e depois acompanham o caixão ate o sepultamento. Os coveiros tiveram que mudar a vestimenta, as luvas simples e uniformes comuns deram lugar a trajes especiais. Macacão descartável, botas, luvas, óculos e uma máscara para enterrarem pessoas com suspeitas ou casos confirmados da Covid-19. Foto: Daniel Castelo Branco / Agencia O DiaO DIA FOTO
Por O Dia
Rio - O Brasil registrou, neste sábado, 1.987 mortes por Covid-19 e 43.515 casos confirmados. No total, 330.193 pessoas morreram pela doença durante todo período de pandemia e o número de casos confirmados chegou a 12.953.597. As informações são do Painel do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). 
Pela primeira vez nesta semana, a média móvel de óbitos foi menor de 3 mil. Neste sábado, a média móvel de mortos pelo novo coronavírus é de 2.806 e a de casos confirmados, 66.176.
Publicidade
São Paulo continua liderando o ranking de número de casos confirmados da doença e de óbitos. Nas últimas 24 horas, 198 pessoas morreram em São Paulo e 7.026 testaram positivo para a Covid-19. O Rio de Janeiro fica em segundo lugar, com 37.629 mortos e 657.139 casos confirmados. Minas Gerais fica em terceiro lugar, com 25.534 óbitos, seguido pelo Rio Grande do Sul, com 20.436. 
A contagem de casos realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde inclui pessoas sintomáticas ou assintomáticas; ou seja, neste último caso são pessoas que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da doença.
Publicidade
Desde o início de junho, o Conass divulga os números da pandemia da Covid-19 por conta de uma confusão com os dados do Ministério da Saúde. As informações dos secretários de saúde servem como base para a tabela oficial do governo, mas são publicadas cerca de uma hora antes.