Parte da sede da empresa do oxigênio ficou destruída devido a explosão
Parte da sede da empresa do oxigênio ficou destruída devido a explosão Arquivo pessoal
Por iG
Fortaleza - O Ceará recebeu cilindros de oxigênio de outros estados após a explosão de uma fábrica da White Martins neste sábado (24). A empresa fornece oxigênio medicinal em forma gasosa para unidades hospitalares de Fortaleza e diversas cidades cearenses. O acidente deixou seis pessoas feridas.
Em nota, a empresa diz que está "intensificando a substituição de estocagem de oxigênio na forma gasosa pela forma líquida nos estabelecimentos assistenciais de saúde".
Publicidade
Ainda no sábado (24), a White Martins e o governo do Ceará garantiram que a explosão não impactaria no abastecimento do gás, utilizado no tratamento de pacientes com problemas respiratórios em decorrência da Covid-19.
Segundo a empresa, as instalações afetadas pelo sinistro não são responsáveis pela produção de oxigênio, apenas pelo enchimento dos cilindros. "A produção de oxigênio líquido no estado não foi comprometida", afirma a organização.
Publicidade
De acordo com a White Martins, as causas do acidente estão sendo investigadas pelas autoridades estaduais e por uma empresa contratada a fim de "realizar uma perícia detalhada do caso". A ideia é que sejam feitas avaliações das condições de infraestrutura da unidade com a intenção de as operações serem "retomadas com segurança o mais breve possível".