Turismo movimenta R$ 1 bilhão no período de Copa em São Paulo

A capital recebeu mais de 299 mil turistas brasileiros e 196 mil estrangeiros, de acordo com a prefeitura

Por bruno.dutra

São Paulo - A cidade de São Paulo recebeu quase 500 mil turistas entre os dias 12 de junho e 10 de julho em decorrência da Copa do Mundo. Mais de 299 mil eram brasileiros e 196 mil estrangeiros, de acordo com a prefeitura. Até o fim da primeira fase da Copa, os gastos de brasileiros e estrangeiros devem fazer com que a movimentação financeira com o turismo chegue a R$1 bilhão.

Nos 23 dias de programação na Fifa Fan Fest, no Vale do Anhangabaú, o público foi 567 mil pessoas, com média diária de 24.680 participantes. A lotação máxima (25 mil pessoas) foi atingida em dias de jogos da Argentina e do Brasil. No bairro Vila Madalena, eleito ponto turístico no período da Copa, cerca de 50 mil pessoas assistiram aos jogos do Brasil, com o pico de pessoas chegando a 70 mil.

O prefeito Fernando Haddad avaliou que o evento transcorreu com tranquilidade. “A ordem de grandeza do custeio da Copa não excedeu o que São Paulo gasta anualmente com eventos como a Fórmula 1 e o carnaval. O custeio para todo o evento, excluindo desapropriações e obras, ficou entre R$ 30 milhões e R$ 40 milhões. Por tudo o que o evento trouxe para São Paulo ficamos nos estritos limites estabelecidos pelo governo”.

Para Haddad, com o tempo, a cidade terá condições de avaliar os benefícios da Copa, principalmente no setor de turismo. "Nós esperamos que a repercussão da Copa tenha efeitos, não apenas no curto, mas a médio prazo para São Paulo, sobretudo no turismo gastronômico e cultural. No ano passado, foi o destino preferido no Brasil e o terceiro mais escolhido na América Latina. Todos os depoimentos são de que os turistas gostaram da cidade e pretendem voltar”.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia