Prévia da confiança da indústria indica queda de 3,2% em julho

Caso o resultado venha a se confirmar, o índice atingirá 84,4 pontos, o menor desde os 82,2 pontos atingidos em abril de 2009

Por marta.valim

A prévia da Sondagem da Indústria de Transformação para o mês de julho indica queda de 3,2% do Índice de Confiança da Indústria, em relação ao resultado final de junho, considerando-se dados livres de influência sazonal.

A prévia foi divulgada hoje, pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV). Caso o resultado venha a se confirmar, o índice atingirá 84,4 pontos, o menor desde os 82,2 pontos atingidos em abril de 2009, e manterá assim a trajetória de queda iniciada em janeiro passado.

Segundo o Ibre, o resultado reflete, pelo terceiro mês consecutivo, “a deterioração tanto das avaliações sobre o momento presente quanto das expectativas em relação aos meses seguintes”. Pelas projeções dos economistas do Ibre, o Índice da Situação Atual deverá recuar, em relação ao resultado final de junho, 4,4% atingindo em julho 86,1 pontos. O Índice de Expectativas deve cair 2%, ficandao em 82,7 pontos.

Os dados preliminares da Sondagem da Indústria de Transformação de julho indicam ainda redução no Nível de Utilização da Capacidade Instalada, de 83,5% para 83,2%, entre um período e outro – o menor desde os 82,6% de outubro de 2009.

Para o levantamento da prévia de julho da Sondagem da Indústria de Transformação, o Ibre consultou 809 empresas nos primeiros 18 dias deste mês. O resultado final da pesquisa será divulgado na próxima terça-feira, dia 29 de julho.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia