Não diferente do resto do Brasil, feriadão de praias lotadas em Cabo Frio

Altas temperaturas e o feriadão incentivaram os turistas a escolherem Cabo Frio, apesar da pandemia e dos decretos proibindo

Por Juarez Volotão

Praia do Forte lotada no feriadão de 7 de setembro, mesmo em meio a pandemia
Praia do Forte lotada no feriadão de 7 de setembro, mesmo em meio a pandemia -
Cabo Frio - Com um sol típico de verão e com temperaturas na casa dos 28 graus, Cabo Frio registrou no feriado da independência um movimento como não víamos há meses. Apesar da pandemia e dos decretos municipais proibindo o banho de mar e a permanência nas areias e ainda a proibição da entrada dos ônibus de turismo e excursão, as belas praias da cidade, e da Região dos Lagos, ficaram lotadas. 
Vídeos e fotos da população pipocaram nas redes sociais questionando se a pandemia havia terminado ou ainda se foi descoberto a vacina para a covid-19, demonstrando a indignação e a revolta por parte de muitos moradores da cidade. Comentários variados culpam a população que veio para cá, acusados de falta de empatia e respeito pelo próximo, além da falta de bom senso por estarmos em plena pandemia da Covid-19 e sem vacina ou cura, e ainda muitos outros acusando a Prefeitura Municipal de Cabo Frio, que segundo as reações, não estariam realizando as barreiras sanitárias e a fiscalização devida nas entradas e praias do município. 
A realidade em Cabo Frio não foi diferente das capitais e do litoral brasileiro, com praias cheias e milhares de pessoas pegando a estrada para curtir o feriadão e muitos sem nenhuma proteção. 

Comentários