Covid-19 - Imagem de internet
Covid-19Imagem de internet
Por O Dia
Cabo Frio - O Gabinete de Gestão de Crise da Prefeitura de Cabo Frio se reunião na tarde dessa terça-feira (1º) para avaliar a situação da pandemia do coronavírus na cidade. De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde, publicado na tarde desta terça, foram confirmados 3851 casos de COVID-19 em Cabo Frio desde o início da pandemia, 42 casos mais que no dia anterior. Até hoje são 182 mortos pela doença que vem devastando o mundo todo. A ocupação das vagas de UTI exclusivas para Covid está em 36% e dos leitos em enfermaria, 31%.

Esses dados, de acordo com o Gabinete, dão sustentação para manter o decreto Nº 6.390, publicado no dia 18 de novembro, em vigor até que a situação mude, caso aconteça. A decisão tomada foi de aumentar a fiscalização e voltar com o funcionamento das barreiras sanitárias educativas, o que vai ocorrer a partir da próxima sexta-feira (4).

Segundo o secretário de Saúde, Bruno Alpacino, a situação de momento permite que a Prefeitura atenda a população de forma eficiente. "O que temos notado no atendimento nas UPAs é a grande presença de moradores de outras cidades que estão vindo buscar socorro em Cabo Frio”, explicou o secretário.

Para o prefeito de Cabo Frio, Dr. Adriano Moreno, não é o momento de fazer grandes mudanças no decreto vigente. "O aparato de saúde que montamos ainda está suportando a demanda. Lembrando que no começo de dezembro vamos abrir o Hospital de Tamoios, que vai desafogar ainda mais o sistema, com mais leitos de UTI e enfermaria. Com a alta temporada batendo na nossa porta, o que a gente precisa é de conscientização da população e dos turistas que vem pra Cabo Frio. A pandemia não acabou, o vírus continua fazendo vítimas. Por isso é preciso manter o isolamento social, redobrar a atenção com a higienização e respeitar as regras do decreto. Só assim vamos passar por mais esse desafio", analisou o prefeito.

Segundo a Prefeitura de Cabo Frio, participaram da reunião os secretários de Governo, Matheus Mônica; de Saúde, Bruno Alpacino; de Turismo e Cultura, Manoel Vieira; de Mobilidade Urbana, Everaldo Loback; de Educação, Ian Carvalho; e de Ordem Pública, Maurício Simões Duarte. Por vídeo ainda participaram a Procuradora-Geral do município, Renata Granha; e a secretária de Desenvolvimento Social, Marta Maria Bastos.