Parceria entre a SECTI e Cabo Frio vai criar primeiro Polo Tecnológico do Estado - Divulgação
Parceria entre a SECTI e Cabo Frio vai criar primeiro Polo Tecnológico do EstadoDivulgação
Por O Dia
Cabo Frio - Investir em tecnologia é investir em saídas para a crise do estado do Rio de Janeiro, sobretudo nos municípios do interior e da Região dos Lagos. Para estreitar esse diálogo e ajudar as cidades a construírem caminhos inovadores, o secretário de Ciência e Tecnologia Dr. Serginho, esteve, nesta terça-feira (12), com o prefeito do município de Cabo Frio, José Bonifácio.
O principal projeto que a SECTI vai levar para a cidade é a criação do Centro Tecnológico. Trata-se de um prédio moderno e sustentável onde funcionará todas as atividades das vinculadas da secretaria. Assim, ensino profissionalizante da FAETEC, ensino à distância da plataforma plataforma CECIERJ e cursos de inovação e tecnologia da FAPERJ vão ficar em um só lugar. Para o secretário, é fundamental que todos esses cursos respeitem a vocação econômica local.
Publicidade
“Estamos criando esse diálogo com as prefeituras para definir o curso que vamos estabelecer em cada região. Assim garantimos que os alunos tenham empregabilidade. Também já temos parcerias com empresas de tecnologias para desenvolvermos projetos dentro do conceito de smart city, como o wi-fi gratuito nas praças”, ressaltou o secretário.
A perspectiva é que os módulos do centro tecnológico de Cabo Frio sejam licitados já depois do Carnaval. E que o andamento da obra ocorra em cerca de 8 meses. Ainda segundo o secretário, o local será um importante polo de fomento às startups.