Enfermeira recebe a primeira dose da vacina contra o coronavírus em Cabo Frio - Prefeitura de Cabo Frio
Enfermeira recebe a primeira dose da vacina contra o coronavírus em Cabo FrioPrefeitura de Cabo Frio
Por O Dia
Cabo Frio - A enfermeira Teresinha Correia da Silva, de 51 anos, servidora do centro cirúrgico do Hospital Municipal São José Operário, foi a primeira pessoa a ser vacinada contra o coronavírus em Cabo Frio, nesta quarta-feira (20). Com o início da campanha, a estimativa da Coordenação de Imunização é de que, até a próxima sexta-feira (22), todas as 2.533 doses da Coronavac já tenham sido aplicadas nos profissionais da linha de frente da saúde e nos idosos residentes em instituições de longa permanência.

"Foi um momento emocionante para mim. Nós, profissionais de saúde, estamos sofrendo muito nesta pandemia. Perdemos colegas, tivemos nossas vidas alteradas no trabalho e dentro de casa. Esperamos que isso acabe logo. Sem dúvidas, a vacina nos traz esperança. Ela é segura e todos devem tomar. Somente assim iremos nos livrar dessa doença", afirmou Teresinha após receber a vacina.

A imunização em Cabo Frio, para a primeira remessa da Fase 1, será em esquema volante. Equipes estão indo a unidades de saúde e instituições de longa permanência para imunizar o público-alvo.

As unidades públicas de saúde em que os funcionários estão sendo vacinados são o Hospital Municipal São José Operário, o Hospital Central de Emergência, as UPAs do Parque Burle e de Tamoios, o Hospital Municipal da Mulher e o Hospital Municipal Otime Cardoso dos Santos.

As unidades particulares que realizam atendimento contra o coronavírus, e que também possuem profissionais que estão sendo vacinados, são o Hospital Santa Izabel e o Hospital Clinerp. Já as instituições de longa permanência de idosos que abrigam parte do público-alvo são o Lar da Cidinha e a Pousada Iza Jansson.

Ao todo, 25 profissionais, entre enfermeiros, técnicos de enfermagem e apoio administrativo da Secretaria de Saúde, vão aplicar as doses no público prioritário definido pelo Ministério da Saúde.

Devido ao baixo quantitativo de doses distribuídas no Brasil, a Coordenação de Imunização, em conjunto com os responsáveis técnicos das unidades municipais, estabeleceu como prioridades dentre os profissionais da linha de frente da saúde aqueles que atuam em unidades de pacientes graves (como unidades intensivas e semi-intensivas), e em porta de entrada de Covid-19 (emergências).

Idosos do Lar da Cidinha são vacinados no primeiro dia

No primeiro dia da campanha de vacinação contra o Covid-19 todos os residentes e equipe da Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI) Maria de Carvalho Gallo, o "Lar da Cidinha", foram imunizados.

A ação faz parte da primeira etapa da campanha, iniciada na manhã desta quarta-feira (20). Ao todo, 18 idosos receberam a primeira dose da vacina, além de 41 funcionários que trabalham no local.

A primeira a receber a dose da Coronavac no Lar da Cidinha foi dona Mamédia de Figueiredo, de 92 anos. Para ela, a vacina é muito importante neste momento. "É muito bom estar imunizada. Não senti nada, somente a tranquilidade de estar cada vez mais longe do vírus e da doença", comemorou dona Mamédia.

Para a secretária municipal da Melhor Idade, Delamar Sant’Anna, a vacinação dos idosos que estão nas instituições de longa permanência é muito importante. "A Covid-19 é uma doença implacável para as pessoas mais idosas, então, ver os assistidos do Lar da Cidinha vacinados já nesta primeira etapa é motivo de alegria e tranquilidade", disse Delamar.