A encenação da Paixão de Cristo é tradição mantida desde 1982 em Campos - Antônio Filho/Divulgação
A encenação da Paixão de Cristo é tradição mantida desde 1982 em CamposAntônio Filho/Divulgação
Por O Dia

Campos — Numa tradição iniciada em 1982, o Grupo de Teatro Sacro Dom Carlos Alberto Navarro encena hoje, sexta, a Paixão de Cristo, às 20h30, na Praça São Salvador. Na montagem “Eu sou a ressurreição e a vida”, Otaviano Mathins estreia como Jesus. Dorinha Martins repete o papel de Maria. Pedro Fagundes, Flávio Rodrigues e Rodri Mendes também estão no elenco.

O espetáculo mobiliza 70 pessoas, e comemora o retorno ao local da primeira edição.

Pedro Carneiro dirige o espetáculo, com roteiro de Dorinha Martins, a direção de audiovisual é de Antônio Filho, Cida Melo cuida da assistência de direção, Jovana Anacleto assina a coreografia e Walter Escovão o criador dos adereços cênicos.

Desde 2015, o Grupo Dom Carlos Alberto Navarro é Patrimônio Cultural e Imaterial de Campos.

Paixão de Cristo: Eu sou a ressurreição e a vida
Praça São Salvador, Avenida Alberto Torres com Dr. Lacerda Sobrinho, Centro.
Horário: às 20h30.
Entrada franca.

Você pode gostar
Comentários