O novo prédio do hospital São José deveria ter sido entregue em 2013, mas apenas agora será reaberto à população da Baixada Campista - Divulgação prefeitura
O novo prédio do hospital São José deveria ter sido entregue em 2013, mas apenas agora será reaberto à população da Baixada CampistaDivulgação prefeitura
Por Leonardo Maia
Campos — Depois seis anos de atraso, o Hospital São José deve ser entregue à população da Baixada Campista até o fim deste mês. O mobiliário e os equipamentos começaram a ser levados para a unidade, em Goitacazes. A ampliação do local começou em 2011, e tinha previsão para entrega em 2013, mas não havia sido finalizada. Desde então, o São José operava no prédio antigo, com estrutura limitada.
Inicialmente o custo previsto era de R$ 6,4 milhões, mas aditivos elevaram esse valor para cerca de R$ 9 milhões. A atual administração municipal conseguiu, através de emenda federal, mais R$ 5 milhões para a aquisição de aparelhos mais modernos, para exames e diagnósticos, como respiradores volumétricos e ultrassons.
Publicidade
“A unidade vai oferecer um atendimento de muita qualidade para toda a população. São equipamentos presentes nos grandes hospitais do país”, prometeu o secretário de saúde, Abdu Neme.
Com a expansão e o novo prédio, o São José ocupa uma área construída de 2,700m2, em dois andares, e será a principal unidade de atendimento médico da Baixada. O antigo edifício, onde atualmente os atendimentos são feitos, será desativado.
Publicidade
“Essa era uma obra muito esperada, que vai oferecer ainda mais qualidade aos cidadãos da Baixada Campista”, destacou o prefeito Rafael Diniz.