Por O Dia
Campos — Um presidiário com suspeita de meningite foi internado no Hospital Ferreira Machado, em Campos, e um outro detento também foi encaminhado para a unidade para exames. Os dois são internos do Presídio Carlos Tinoco da Fonseca. A Secretaria de Saúde de Campos aguarda confirmação laboratorial do diagnóstico de ambos, mas as medidas para evitar o contágio de outras pessoas já foram tomadas.
Em nota, a secretaria informou que o primeiro paciente se encontra em enfermaria de isolamento, e a equipe médica que teve contato com o homem foi orientada quanto aos procedimentos de profilaxia. O resultado do exame deve sair na próxima semana.
Publicidade
A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) confirmou a internação dos dois presos, e disse que visitas e saídas do presídio estão suspensas por tempo indeterminado. Durante a tarde deste sábado, parentes se mobilizaram em frente ao Carlos Tinoco em busca de informações sobre os presos. O caso desperta preocupação pelo potencial de contaminação da doença em ambiente em que há excessiva concentração de pessoas. A população carcerária da unidade prisional é estimada em cerca de 2 mil pessoas, quando a capacidade é de 842 vagas.