O mundo atormentado e solitário de um esquizofrênico em cartaz no Trianon, nesta quarta e quinta

'Ventos de agosto' conta a história de um homem abandonado pela família e assombrado pela memória de seu pai, que julga ter sido assassinado por uma conspiração

Por O Dia

Elenco da peça Ventos de agosto, em cartaz no Teatro Trianon
Elenco da peça Ventos de agosto, em cartaz no Teatro Trianon -
Campos — O mundo particular e delirante de um homem atormentado pela esquizofrenia é o mote de “Ventos de agosto”, peça escrita e dirigida por Fernando Leito e Paulo de Tarso, cartaz desta quarta e quinta-feira no Teatro Trianon, parte do calendário de celebrações da 367ª Festa do Santíssimo Salvador, padroeiro de Campos.
Silvestre é um homem transtornado pela memória do pai, também vítima da doença. Abandonado pela família, ele sustenta sua existência na crença de uma conspiração internacional que matou seu pai e deseja fazer o mesmo com ele. Ele vive em uma casa em ruínas, da qual se recusa a sair, e espera a chegada de uma Coluna de aliados para vingar o destino de seu pai.
Para os autores, Silvestre é a fala dos marginalizados, dos excluídos, dos invisíveis. E sua história tem como pano de fundo os anos 1950 e o tempo presente. O elenco é formado por Aldo Vieira, Ana Carolina, Daniel Souza, Fernando Leite, Glaucier Arly, Lorenna Paes, Lúcia Alexim, Marinete dos Santos, Pedro Gasparini, Taiane Santos e Thalia Rampazio.
Os ingressos estão à venda no Teatro de Bolso, Museu Histórico de Campos, Banca do Coliseu e no próprio Trianon; meia a R$ 5, inteira, R$ 10. A classificação etária é 16 anos.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários