Universitários campistas criam cadeira para leitos para pacientes acamados

Estudantes de engenharia do Isecensa tiveram a ideia ao visitar os idosos do Asilo Monsenhor Severino

Por O Dia

Da esquerda para a direita: o coordenador das Engenharias do Isecensa, Pompilio Reis, a professora Laryce Souza, e os criadores da cadeira para leitos William Moreira e Glauber Ribeiro
Da esquerda para a direita: o coordenador das Engenharias do Isecensa, Pompilio Reis, a professora Laryce Souza, e os criadores da cadeira para leitos William Moreira e Glauber Ribeiro -
Campos — Quem já acompanhou uma pessoa que precisa ficar acamada por longo período de tempo, com mobilidade reduzida, sabe os problemas que isso gera, normalmente agravando o quadro de saúde do paciente. Depois de uma visita ao Asilo Monsenhor Severino, foi essa percepção que motivou Glauber Ribeiro e William Gomes, estudantes de engenharia mecânica, a projetar uma cadeira adaptável ao leito, reduzindo os danos provocados pela imobilidade excessiva.
O móvel é feito de tubos de PVC, pelo baixo custo, pouco peso e resistência, e permite aos pacientes se sentar à beira da cama para tomar medicação, assistir TV, fazer fisioterapia, entre outras atividades comuns do dia a dia.
“Sabemos que esta situação impacta diretamente no bem-estar e até mesmo contribui para doenças que podem surgir em decorrência da imobilidade, como pneumonia e úlcera de pressão”, comenta Laryce Souza, professora do curso de Engenharia do Isecensa, e que orientou Ribeiro e Gomes na criação e confecção das cadeiras.
Os alunos iniciaram o projeto a partir de uma visita ao Monsenhor Severino no mês passado, quando conheceram os leitos usados pelos idosos e fazer as medições. Posteriormente, se reuniram semanalmente no Laboratório de Usinagem e Soldagemda instituição de ensino para condução dos trabalhos.
Foram produzidas quatro cadeiras. A depender dos resultados e da eficiência da criação, o objetivo é expandir o projeto no Isecensa no próximo ano letivo.
“Vamos avaliar parcerias com outras entidades e hospitais, mobilizando ainda mais alunos. Além disso, até mesmo estudar novas possibilidades através do Programa Voluntário de Iniciação Científica (Provic) do Isecensa, com tecnologia agregada às construções”, prevê Laryce.
Os alunos da faculdade campista usaram como ponto de partida o projeto de um fisioterapeuta de São Paulo, ciente dos graves problemas que a imobilidade provoca em pessoas acamadas. Como a iniciativa não tem patente, pois visa justamente a sua ampla reprodução, foi possível aos estudantes do Isecensa criar a sua versão da cadeira.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Da esquerda para a direita: o coordenador das Engenharias do Isecensa, Pompilio Reis, a professora Laryce Souza, e os criadores da cadeira para leitos William Moreira e Glauber Ribeiro Divulgação
William Moreira testa sua cadeira para leitos com um paciente do Asilo Monsenhor Severino Divulgação

Comentários