Melissa resolveu ser doadora ainda quando estava viva.Foto: Arquivo pessoal


CAMPOS- O momento é de dor para a família, mas a decisão da jovem Melissa Alves Ribeiro, de apenas 19 anos, dará nova vida a outras pessoas. Na madrugada desta segunda-feira (21), o programa Norte Fluminense Transplantes (NF Transplantes), que funciona no Hospital Ferreira Machado (HFM), em Campos dos Goytacazes, fez a captação de órgãos de Melissa, que morreu, vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

De acordo com o NF Transplantes, a doação foi autorizada pela mãe que desejou que os órgãos da filha, ajudassem outras pessoas. Graças à permissão dos pais de Melissa, foram captados os rins e o fígado. Três pacientes que estavam na fila de espera, foram beneficiados. A família da jovem disse que ela já tinha afirmado que tinha interesse em ser uma doadora.
Publicidade
Ainda segundo os parentes, Melissa trabalhava dando aula particular a crianças com dificuldades e ajudava a família. Agora são 32 pessoas beneficiadas com a doação de órgãos em Campos, no ano de 2020: foram captados 2 córneas, 2 corações, 10 fígados e 18 rins. De acordo com um levantamento da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO), a taxa de doadores efetivos caiu 6,5% no primeiro semestre de 2020, em relação ao mesmo período do ano passado.

Normalmente, uma doação pode alcançar até 2,6 transplantes. Três em cada 10 pacientes com morte cerebral viram doadores de órgãos no Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, atualizados em 2019.

Diagnóstico e doação

Se a pessoa decidir que quer ser um doador de órgãos e tecidos, é fundamental que a família do doador saiba desse desejo. Essa conversa é importantíssima para que ninguém tenha dúvidas da vontade do doador. Até dez pessoas diferentes podem ser salvas com apenas uma doação. 

O diagnóstico de morte encefálica é regulamentado pelo Conselho Federal de Medicina. Em 2017, o CFM retirou a exigência do médico especialista em neurologia para diagnóstico de morte encefálica, assunto amplamente debatido e acordado com as entidades médicas.
Publicidade

Deste modo, a constatação da morte encefálica deverá ser feita por médicos com capacitação específica, observando o protocolo estabelecido. Para o diagnóstico de morte encefálica, são utilizados critérios precisos, padronizados e passiveis de serem realizados em todo o território nacional.

O que é AVC?

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) acontece quando vasos que levam sangue ao cérebro entopem ou se rompem, provocando a paralisia da área cerebral que ficou sem circulação sanguínea. É uma doença que acomete mais os homens e é uma das principais causas de morte, incapacitação e internações em todo o mundo.