Bruno Calil (SD) é candidato a prefeito em Campos dos Goytacazes.  - Divulgação
Bruno Calil (SD) é candidato a prefeito em Campos dos Goytacazes. Divulgação
Por Bertha Muniz
Publicado 28/10/2020 18:42 | Atualizado 28/10/2020 18:43


CAMPOS - O juiz Ralph Manhães, da 75ª Zona Eleitoral de Campos dos Goytacazes, determinou busca e apreensão contra o candidato a prefeito Dr. Bruno Calil (SD) e outros 18 candidatos a vereador, todos do MDB, após denúncia de produção de material irregular de campanha. As medidas também valem para duas gráficas, uma de Campos e outra de Duque de Caxias.

No entanto, ainda não houve cumprimento dos mandados. Os documentos estão dentro da consulta processual pública e agora haverá uma reavaliação das ações de investigação por causa da divulgação antecipada.

Além de Bruno Calil, foram relacionados os candidatos a vereador Alessando Inovare, Amy Costa, Douglas Mota, Fabiano Gordinho Bom de Bola, Gustavo Potencia, Ingrid Sofia, Marquinho, Matheus de Jesus, Nelma Veloso, Nilo Sérgio, Nilzinha do Caboio, Odvan Zagueiro, Professor Julio Arenari, Sabrina Rocha, Silvinho Martins, Tanea Vidal, Tais da Codim e Tita da Antiga Cerj.

O candidato do Solidariedade, Bruno Calil, emitiu uma nota na noite de segunda-feira (26). Ele disse que foi “pego de surpresa quando viu circulando na imprensa um fato sobre sua candidatura”. Calil afirmou:
“Deixo claro que, diferentemente do que foi divulgado por alguns blogs, não houve busca e apreensão, e sequer fui notificado. Na falta de propostas e vendo as pesquisas, adversários nos atacam. Nós estaremos no segundo turno, e, infelizmente, veiculações de notícias como essas e ataques infundados contra a nossa candidatura irão se tornar rotineiras de agora para frente por parte dos nossos adversários”, concluiu.