Doses serão aplicadas no Hospital Geral de Guarus (HGG).  - Foto: Divulgação
Doses serão aplicadas no Hospital Geral de Guarus (HGG). Foto: Divulgação
Por Bertha Muniz
 
CAMPOS- A vacinação contra a Covid-19 em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, começa nesta terça-feira (19), no Hospital Geral de Guarus (HGG). A informação foi divulgada pelo prefeito Wladimir Garotinho através de suas redes sociais. O município de Campos recebeu nesta terça-feira (19) menos da metade das doses de vacina contra o coronavírus previstas inicialmente.
Publicidade
Foram anunciadas 11.330 doses, mas apenas 5.400 doses chegaram. Segundo a Prefeitura de Campos, o Ministério da Saúde encaminhou ao estado do Rio de Janeiro uma quantidade de vacina que não contemplará em sua totalidade o primeiro grupo, que inclui os profissionais de saúde e idosos acima de 75 anos internados ou em permanência prolongada em asilos e portadores de deficiência institucionalizados.
“Compreendemos o impacto da notícia, pois também fomos pegos de surpresa, mas deveremos seguir as orientações estaduais conforme foi estipulado pelo Governo do Estado via reunião virtual. O município aguarda a chegada das 5.400 doses da vacina, como foi informado pela SES”, disse a assessora chefe da Vigilância Epidemiológica, Roberta Lastorina Rios.

Ainda segundo a prefeitura, seguindo o que foi orientado pelo Ministério da Saúde (MS) e Secretaria Estadual de Saúde (SES-RJ), após diálogo com a presença do Conselho Nacional de Secretários de Saúde e Conselho dos Secretários Municipais de Saúde, a vacinação vai começar pelos profissionais que atuam diretamente nos setores de assistência da Covid-19, pois o primeiro fornecimento de vacinas compreenderá somente a 34% do que seria destinado aos profissionais de saúde.
Publicidade

“Diante do exposto solicitamos aos hospitais e Unidades Pré-Hospitalares (UPHs) de referência ao combate ao coronavírus no município que encaminhassem lista nominal dos profissionais da linha de frente com sua respectiva categoria e setor de trabalho para o agendamento da vacinação a ser executada pela Secretaria de Saúde in loco o quanto antes”, informou trecho da nota.

A segunda remessa de vacina, com a segunda dose dos profissionais de saúde a serem vacinados agora, chegará em 2 ou 4 semanas. A prefeitura informou ainda que quando o Ministério da Saúde liberar mais vacinas ao estado e, consequentemente o estado aos municípios, será possível ampliar a vacinação ao grupo da primeira fase e às demais.