De acordo com o último boletim, Campos têm mais de 21.643 casos confirmados da doença e 764 óbitos.
De acordo com o último boletim, Campos têm mais de 21.643 casos confirmados da doença e 764 óbitos.Foto: Divulgação.
Por Bertha Muniz

CAMPOS - A Prefeitura de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, publicou, no Diário Oficial desta terça-feira (9), um decreto que atualiza as medidas de combate à pandemia do novo coronavírus. O ato, assinado pelo prefeito Wladimir Garotinho (PSD), prorroga a permanência do município na Fase Amarela do plano de retomada das atividades econômicas e sociais, limita o horário de funcionamento de bares e restaurantes até as 21h, e reduz a lotação de lojas e academias para 30% e de clubes e igrejas em 30%.

Bares, restaurantes, lojas, academias, clubes e igrejas deverão controlar a entrada de pessoas e garantir o cumprimento das regras sanitárias e o uso de máscaras no interior dos estabelecimentos, sob pena de multa e cassação do alvará de funcionamento. O texto também proíbe música ao vivo em bares e restaurantes, funcionamento de cinemas, prática de esportes coletivos, promoção de eventos comemorativos e uso de equipamentos públicos da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL).

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, a motivação da decisão foi o aumento no número de internações de crianças e jovens em decorrência do coronavírus durante o último fim de semana. Os casos acenderam um alerta com relação ao avanço da doença no município, já que na semana passada foi registrada a circulação da variante do Reino Unido.

Até esta segunda, a ocupação dos leitos de UTI, tanto na rede pública quanto na privada, estava em 52%. Já a dos leitos clínicos estava em 51%. Entre os 764 mortos pela Covid-19 na cidade está uma jovem de 24 anos com comorbidades. De acordo com o último boletim, Campos têm mais de 21.643 casos confirmados da doença e 764 óbitos.

Confira as principais restrições: 
Publicidade

Bares e restaurante com funcionamento até às 21h;
Cinemas voltam a fechar;
Festas de qualquer tipo estão proibidas;
Shoppings e comércio em geral só podem funcionar com 30% da capacidade;
Aulas no ensino híbrido suspensas até que os números da Covid-19 diminuam;
Academias, clubes e igrejas podem funcionar com 30% da capacidade;
Circulação de pessoas em ônibus, vans e outros meios de transporte coletivos, com redução em 50%.