TikTok é um dos apps de mídia social mais populares do mundo - Reprodução
TikTok é um dos apps de mídia social mais populares do mundoReprodução
Por Marco Sá
Na última semana, aumentaram os rumores de que a gigante de tecnologia Microsoft poderia comprar as operações do aplicativo TikTok nos Estados Unidos. Dias após o presidente norte-americano, Donald Trump, ameaçar proibir o app de vídeos curtos, sob a alegação de risco à segurança nacional, a companhia de Redmond finalmente admite estar negociando com os chineses.
A confirmação foi feita ontem (2), no blog corporativo oficial da empresa americana, que diz apreciar totalmente a importância de abordar as preocupações do presidente. Ela confirma, em proposta preliminar, que planeja adquirir da ByteDance, dona do do TikTok, as operações da rede social nos EUA, Canadá, Austrália e Nova Zelândia. Caso concretizada a transação, a big tech garante que ofereceria "supervisão de segurança apropriada pelos governos".
Publicidade
Uma dessas medidas de segurança seria a transferência de dados pertencentes aos usuários americanos do Tiktok para a América do Norte, além da exclusão dos dados de servidores em outros países. A Microsoft ressalta que as discussões são preliminares e não há garantia de que uma transação prossiga, completando que não pretende "fornecer mais atualizações até que haja um resultado definitivo".
O governo dos Estados Unidos liberou hoje uma licença temporária para que o TikTok continue operando no país, estabelecendo um prazo de 45 dias para que a ByteDance venda a rede social.