Facebook - Marcello Casal Jr/Agência Brasil
FacebookMarcello Casal Jr/Agência Brasil
Por Marco Sá
O senso de oportunidade do Facebook parece não ter fim. Depois da proibição do TikTok e outros 59 aplicativos chineses pelo governo da Índia, a rede social de Mark Zuckerberg testa um recurso semelhante ao app da ByteDance.
A companhia já havia implementado o Reels no Instagram, que permite a gravação de vídeos curtos cujo formato levou o TikTok à liderança no número de downloads em todo o mundo. Agora, segundo o consultor de mídia social Matt Navarra, é o próprio aplicativo do Facebook que está implementando, por enquanto no país do sul asiático, uma ferramenta chamada Short Vídeos (Vídeos Curtos) no feed principal. Assim como no aplicativo chinês, é preciso somente deslizar a tela para ver o conteúdo, que também permite curtidas e comentários.
Publicidade
"Estamos sempre testando novas ferramentas criativas para que possamos aprender sobre como as pessoas querem se expressar. Vídeos curtos são extremamente populares e estamos procurando novas maneiras de fornecer essa experiência para que as pessoas se conectem, criem e compartilhem no Facebook", explica um porta-voz do Facebook ao portal TechCrunch.
Publicidade
Ainda não há uma data, porém, para a disponibilização ampla da nova ferramenta.