Cidade espanhola é exemplo de bom uso da tecnologia

Projeto implantado em Sant Cugat ajudou na redução de 20% do consumo de energia

Por douglas.nunes

Uma das quatro cidades europeias que participaram do projeto 3eHouses — uma parceria da Indra com outras empresas como a Gas Natural Fenosa — Sant Cugat de Vallès, na Espanha, é um bom exemplo de como as tecnologias da informação e da comunicação (TICs) podem ajudar na redução do consumo de energia das habitações.

A instalação de medidores inteligentes e o monitoramento dos gastos em tempo real, combinada com outras práticas simples — como a eliminação da luz stand by de aparelhos e instalação de medidores de temperatura para regular o uso de aquecedores — permitiu a redução de 20% no consumo nas casas que participaram do projeto piloto no município.

Faixa de pedestres com sensores luminosos em Sant CugatDivulgação

“Houve ainda a diminuição significativa da emissão de gás carbônico e do consumo de água nesses lares”, ressaltou Emilio Díaz, diretor-geral Américas e presidente da Indra no Brasil. Além da cidade espanhola, Leipzig na Alemanha; Bristol na Inglaterra; e Sofia na Bulgária também participaram do projeto.

Ainda em Sant Cugat, a Indra ajudou na implantação da chamada “rua inteligente”, em que há estacionamento planejado de veículos, gestão de resíduos, iluminação sensível à presença dos pedestres, sistema de irrigação que funciona de acordo com a umidade do ambiente e faixa de pedestres com sensores luminosos, entre outras iniciativas. “Sant Cugat é um piloto não só para a Europa, mas também para outras cidades de fora do continente”, destaca Díaz.

Segundo o site do município, os projetos fazem parte do Plano Estratégico 2011-2020 para tornar Sant Cugat uma cidade inteligente.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia