Coisas do Rio
Coluna
Coisas do Rio
Thiago Gomide - thigomide@gmail.com

Feira é a cara do Rio

O que você mais gosta em feira? Coluna ressalta esse símbolo do Rio de Janeiro e valoriza a Feira de Orgânicos

Por Thiago Gomide

Feiras orgânicas oferecem produtos sem agrotóxico
Feiras orgânicas oferecem produtos sem agrotóxico -
Cresci indo à feira.
O que você mais gosta em feira? 
Quando criança, em Petrópolis ou no Flamengo, aqui no Rio, estava lá eu com minha mãe ou com minha avó paterna vendo e vivendo as barganhas típicas desse maravilhoso ambiente. "Experimenta essa melancia", "manga fresquinha" ou "leva logo toda a cesta de jabuticaba".
Amo jabuticaba. Amo manga fresquinha. Amo o clima da feira. É uma experiência, diriam os sábios.  
Bem mais velho, sigo um amante. Duas estavam no meu cotidiano antes dessa loucura: Glória e Laranjeiras, pertinho de casa. 
Mal sábado começava e Fernanda já alertava para a lista de compras da Glicério. O pastelzinho com caldo de cana era o estímulo para que fossemos mais rápido. A cerveja e o chorinho brindavam o finzinho. Ficávamos horas. 
Na Glória o samba tomava conta. Não que eu arrisque tanto, mas na batida de mão conheço poucos que me ultrapassam. Sempre valorizei os peixes de lá - tenho até que voltar para arrematar uma anchova. Que beleza! Fritinha é um espetáculo.
De uns quatro anos pra cá, tenho buscado também as feiras orgânicas. 
Em Laranjeiras, Flamengo e Ipanema rola na terça-feira. Na Barra da Tijuca, Leblon e Ipanema rola na quinta-feira. Em Olaria, Tijuca e Copacabana rola sábado. Sempre de 7 da matina às 13h. 
Os produtos são livres de agrotóxicos e não são tão mais caros assim. Essa questão da grana é um mito facilmente quebrado na hora do pagamento. Pode constatar. O investimento tem retorno em saúde, pense.
É também uma diminuição da distância entre o produtor de alimentos orgânicos e o consumidor. Outro importante ponto de vista.  
Existe um circuito de feiras orgânicas desde 2012 em vários bairros do Rio. Vale muito conhecer todos os pontos. Aqui, você sabe dos detalhes. 
Com a pandemia, tenho ido às feiras só para comprar os produtos da famigerada lista. Aquele evento, ou melhor, aquela linda experiência tem que ser deixada para um segundo momento. Infelizmente, ressalto.  
Sonho com meu pastelzinho acompanhado de um sambinha. Sonho com uma jabuticaba oferecida pelo feirante, sem álcool em gel nem máscara.
Esse sempre foi o jeito mais fácil de abraçar meu avô Paulo, que dividia comigo essas belezuras. 
*
Você se alimenta bem?
Em 2010, a MultiRio acompanhou esse comilão colunista (na época, repórter de um programa da querida casa) por um passeio na feira.
O objetivo era saber se as pessoas estavam se alimentando bem. 
O resultado ficou divertido.
 
 
 
Circuito de Feiras Orgânicas
O Circuito Carioca de Feiras Orgânicas é uma ação que reúne a Prefeitura e vários coletivos que atuam no rico universo da agricultura orgânica e da agroecologia. 
Na prefeitura quem responde pelo andamento é a Secretaria de Desenvolvimento, Emprego e Inovação.
Quem está respondendo pela pasta é o Claudio José Pereira de Souza. Na equipe há o jornalista Eduardo Nascimento, assinando a subsecretaria, e Maria Clara Nunes, que está coordenando as relações intersetoriais.  
 
 
 

Comentários