Por Leandro Mazzini

Brasília - Parece script de filme americano, e é. Na visita de última hora ao presidente Michel Temer, o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, forjou uma pauta de intenção humanitária - a imigração de venezuelanos para o Brasil - mas a intenção foi deixar um recado claro para o governo brasileiro.

Representante indireto dos maiores financiadores do presidente Donald Trump, as petroleiras Exxon e Chevron, Pence deu sinais de que os americanos esperam que o governo mantenha a política de vendas dos campos de exploração do pré-sal no litoral. As americanas estão comprando tudo, claro.

Fator Parente

A vinda de Pence foi decidida assim que Pedro Parente deixou a presidência da Petrobras. Os investidores americanos ficaram preocupados.

Óleo explica

Brasil, com o pré-sal de reserva gigantesca a ser explorada, e Venezuela, com a maior reserva de petróleo do planeta, viraram prioridades para as petroleiras americanas.

Ciro, Cid e Ivo

Procurada três dias sobre a decisão de desapropriar o prédio da sede da Rádio Plus FM, crítica dos irmãos Gomes, a Prefeitura de Sobral - governada por um deles - se calou.

Corte na fonte

A crise de caixa do governo é tão séria que chegou até a fonte - em quem tem a missão de arrecadar. A Receita Federal decidiu fechar 25 agências em cidades de 15 Estados, revela a Portaria 898 de 21 de junho da RFB. A maior parte delas em Minas Gerais (4), Paraná (3) e Rio Grande do Sul (3). A economia será de R$ 138,9 milhões.

Suspensão

A Receita esclarece que é uma suspensão das atividades, e não fechamento definitivo - não descarta reabertura, se houver orçamento nos próximos anos. Um dos critérios para a escolha foi a proximidade com outras cidades onde há maior movimento nas unidades.

Calma, doutor

A turma da Receita, sempre profissional, se blindou ao justificar com argumentos bem técnicos as cidades escolhidas. É que muitos políticos, entre senadores e deputados, se vangloriam de ter levado para seus redutos um posto da RFB. E agora o povo cobra.

Energia...

Braços do ex-governador Jaques Wagner (PT) continuam atuando pelo padrinho na praça, mesmo longe do Governo. Ex-secretário de Indústria e Comércio do Governo de Wagner (hoje o ocupante do cargo no Governo Rui Costa), o empresário James Santos Correia passou por Londres algumas semanas no início do ano. Aprimorou o inglês num curso, mas aproveitou para contatar investidores do setor de energia.

...no cofre

Hoje consultor, James Correia também tem ido aos EUA conversar com empresários do setor energia, ramo em que atua. Embora ele negue, é visto dentro do PT como o homem que vai ajudar Wagner e o partido com boas fontes, digamos, capitalistas.

O noivo

Com a decisão de se aliar a Ciro Gomes, o PSB pode emplacar o ex-prefeito de BH Marcio de Lacerda como vice do pedetista ao Planalto. Lacerda é o noivo da vez. Mas o PSDB mineiro ainda sonha em trazê-lo para a chapa de Anastasia ao Governo.

Saca no galpão

O preço do café deve cair um pouco. Mas nada que surta efeito na praça. Levantamento anual da Conab constatou 'estoque privado' de 9,8 milhões de sacas, grande parte no Sudeste. É café de sobra para o mercado nacional, e à espera de venda no estrangeiro.

É do jogo

As casas de apostas pagaram alto a alguns apostadores que investiram contra a Alemanha no jogo com a Coréia do Sul na Copa. No Brasil, pagava-se R$ 1,20 a cada R$ 1 apostado no time de Joachim Löw. Já quem apostou na Coréia ficou rico. Levou R$ 17 para cada R$ 1 apostado, levantou o Boletim de Notícias Lotéricas.

Cinema no interior

A pequena e histórica Santa Tereza (ES) terá seu 1º Festival de Cinema, de 16 a 18 de agosto, com a apresentação de 33 filmes nacionais nas categorias ficção, animação, documentário, filmes ambientais. O evento é idealizado por Luiza Lubiana.

Você pode gostar
Comentários