Ministério da Cultura poderá reabrir Mercadinho São José

Por Leandro Mazzini

Brasília - Tradicional reduto cultural e da boêmia de Laranjeiras, no Rio, o recém-fechado Mercadinho São José vai voltar. A Medida Provisória 852, de sexta-feira, assinada pelo presidente Michel Temer, abre o caminho para a transferência de propriedade do prédio decano do Mercadinho do rol de imóveis do INSS para a Secretaria de Patrimônio da União – e o Governo já articula a cessão do imóvel para o Ministério da Cultura.

Sob a tutela do MinC, caberá à pasta regulamentar a situação do prédio para a retomada do pólo gastronômico, e agora em contratos com os inquilinos. As negociações passam pelo presidente do INSS, Edison Garcia, o ministro Sá Leitão (Cultura) e o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia – estes dois últimos moradores do Rio e entusiastas da reabertura do Mercadinho.

Nessa lista também, para a tutela do Ministério da Cultura, vai entrar o tradicional Teatro Cacilda Becker. A ideia da cessão dos dois imóveis do INSS para o MinC é para fomentar a cultura carioca. O Mercadinho é tradicional reduto boêmio e cultural de Laranjeiras, e mais de 500 pessoas, entre empregados diretos, indiretos e fornecedores, poderão ser afetados com o fechamento. Há mais de duas semanas o imóvel está embargado.

A situação sub judice se arrastava há duas décadas. O INSS reclama ter tido o local invadido e não receber aluguéis da área, e ganhou a ação na Justiça Federal. Pesou, porém, a articulação do próprio órgão e de outras frentes para não cerrar as portas do local.

Enfim, os prédios do Mercadinho e do Teatro saem do rol de imóveis do INSS que serão leiloados para fazer caixa.

Palco vive

Nessa MP, entrou na lista também, para a tutela do Ministério da Cultura, o tradicional Teatro Cacilda Becker. Viva o Rio!

Intensivão

Ciro Gomes (PDT) escolheu o Rio de Janeiro, São Paulo e alguns estados do Nordeste para fazer campanha nos últimos dias que antecedem as eleições.

Que animação

Mais de 7,6 mil pessoas já confirmaram presença e outras 15 mil "têm interesse" em comparecer à eventual festa de posse de Jair Bolsonaro agendada para o dia 1º de janeiro de 2019. O evento é anunciado em página de rede social criada pelo autônomo Edilson Pardal, candidato a deputado distrital no DF - não eleito pelo PTC em 2014.

Hein?!

Na descrição do convite, o entusiasta de Bolsonaro afirma: "A festa do século. Venha e traga sua família. Ambiente tranquilo e seguro, sem limite de idade. Melhor que o carnaval da Bahia, melhor que a queima de fogos em Copacabana".

Cabou o amor

A ex-presidente Dilma e o senador Anastasia (PSDB) leram aqui e não gostaram. Tinham boa relação, mas antes do que ela considera golpe. Tudo mudou. Dilma faz campanha para Fernando Pimentel (PT) ao governo de Minas e não conversa mais com o senador tucano que lidera a disputa para o cargo. A conferir, se eleitos. Minas precisa de parceria.

Em voz alta

O ex-ministro da Educação Mendonça Filho (DEM) acertou o frevo na comunicação com o eleitorado de Pernambuco. Aparece mais firme que a voz na TV - a tibieza lhe custou duas derrotas ao governo em outras eleições, para Jarbas Vasconcelos (MDB), e para a prefeitura do Recife, contra o petista João da Costa.

Justiça criminal

Ministros de tribunais superiores, magistrados e operadores do Direito se reúnem em Brasília para o 7° Fórum Nacional dos Juízes Federais Criminais (Fonacrim), de hoje a quinta, no auditório do Conselho da Justiça Federal. O evento é promovido pela Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) e visa debater ideias que possam ser transformadas em soluções para os problemas enfrentados pela Justiça Criminal.

Maestro na Rússia

'João, o Maestro', produzido por Luís Carlos Barreto, abrirá o Festival de Cinema de Moscou hoje. O filme sobre a vida do maestro João Carlos Martins venceu o Prêmio da Academia Brasileira de Cinema na categoria de trilha sonora.

(In)competência

Em painel sobre combustível legal promovido pela Plural (ex-Sindicom) no Rio Oil and Gas ontem, o advogado e diretor da Magalhães e Dias Advocacia, Gabriel Dias, acusou o Cade de incompetência. Segundo o advogado, no painel que tratava do comércio irregular de combustíveis e impactos, a "incompetência legal acaba por afastar/impedir a atuação do Cade em prol da concorrência". Participavam ainda do debate representantes do ETCO, Plural, Ajufe e o deputado federal Evandro Gussi. A assessoria do Cade não quis se pronunciar.

Respeito às raízes

A Secretaria de Estado de Educação do Rio criou em Angra dos Reis a primeira Escola Normal Indígena para formar professores.

Mundo gira...

Que o Uber e o Airbnb são cases de sucesso que chegaram para mudar o mercado de transportes e hotelaria, não há dúvida. Mas, como ninguém reinventou a roda... os apps entraram no lugar comum: o mercado tradicional.

...e volta tudo

O Uber está construindo pontos de passageiros - tal como táxi - em shoppings (já há no Rio, Brasília e outras capitais). E o Airbnb redescobriu o hotel. Vai abrir um de 324 quartos em Miami, como projeto piloto. Falta regulamentação para pagarem impostos, tal como os setores com os quais concorrem.

Esplanadeira

Valéria Ruiz é idealizadora e comanda o portal www.bemseparadas.com.br, com dicas sobre empoderamento feminino.

Comentários