Políticos ligados a movimentos sociais têm receio com transição do Governo Bolsonaro

Presidente eleito investe na montagem de uma super-equipe econômica e na Justiça, mas não anunciou nada até agora na área

Por Leandro Mazzini

Brasília - Políticos ligados a movimentos sociais e entidades afins se mostram receosos com os rumos que a equipe de transição do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), está pavimentado para o governo. Ele investe na montagem de uma super-equipe econômica e na Justiça, mas não anunciou nada até agora na área social.

Há quem aposte que, se ficar o gargalo e o futuro governo tratar com desdém as classes mais baixas - governando para ricos e a classe média -, haverá brecha para fortalecer a oposição (é da democracia!) e abrir caminho para um opositor popular, vindo do PT, PDT ou PSB.

Polêmica

Há na equipe de Bolsonaro quem defenda privatizar o Serpro, que presta serviço de banco de dados para a Receita Federal. A futura empresa privada que eventualmente comprar o Serpro terá acesso aos dados dos brasileiros contribuintes e das empresas?

Recado

O ministro do Esporte, Leandro Cruz, mandou recado indireto ao futuro governo de Bolsonaro, durante inauguração de Centros de Iniciação ao Esporte no domingo, em Curitiba, ao lado do prefeito Rafael Greca. Sem citar o presidente eleito, defendeu ideias que vão contra as teses de liberalismo econômico radical e Estado mínimo.

Investimento social

"Muito se fala hoje em Estado mínimo. Eu sou dos que remam contra essa maré. Sou dos que defendem o Estado máximo, na Cultura, na Educação e no Esporte. Sou dos que acreditam que as políticas públicas sociais são a mais importante ferramenta de construção de um futuro melhor para a nossa juventude e o país", emendou o ministro.

Oi, eu tô aqui

Até ontem o senador Magno Malta, aliado de primeira hora, não fora avisado se será ministro da área social, e sequer se haverá pasta para isso. Temáticas não faltam.

Olha o decoro!

A briga está feia num grupo de Whatsapp de advogados de Brasília, envolvendo a disputa para a presidência da seccional da OAB-DF. O presidente Juliano Costa Couto foi criticado por apoiadores da oposição, ligados a Delinho. As indiretas entre advogados de conhecidas bancas são bem diferentes das eloquências em tribunais.

Perdendo campo

Chapas apoiadas pelo PT perderam nas seccionais da OAB no Piauí e no Paraná. Em Brasília, a do advogado Délio faz campanha até pagando pizza. Promete rodada hoje à noite em Taguatinga, com a presença ilustre do criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay. Tem até anúncio enviado para celulares.

Futebol voa

A paranaense Sideral Linhas Aéreas adquiriu um Boeing com configuração executiva, de apenas 52 poltronas, para voos charter. O primeiro cliente foi o time do Internacional, que voou de Porto Alegre a Fortaleza para disputar o Brasileirão. O Atlético Paranaense também já contratou e voará para a Colômbia.

Três quedas

Triste cenário para a 'Ferrari' do ar. Caiu no Brasil em menos de seis meses o terceiro modelo de helicóptero Agusta, de fabricação italiana. O representante já estava no Brasil há mais de mês para acompanhar no Cenipa as investigações de outros dois acidentes quando foi informado das seis mortes da queda de Campos de Jordão (SP) no sábado.

Mistério

Mistério na queda do jatinho Citation de Adolfo Geo, no qual morreram ele, a esposa e os pilotos, ontem, em Minas. O avião era novo e o piloto, muito experiente e metódico. Variadas são as teses sobre uma possível arremetida com choque na pista da fazenda.

Sorte da Caixa

A Caixa apostou e está ganhando alto com o Dia de Sorte. Em seis meses de comercialização, arrecadou R$ 376,1 milhões e pagou R$ 124,7 milhões em prêmios.

Centenários

Nelson Gonçalves, denominado de o Rei do Rádio, Linda Batista, considerada uma das rainhas, e o cantor Blecaute (apelidado de General da Banda) serão os grandes homenageados pela Banda de Ipanema, no Rio, no Carnaval de 2019.

Esplanadeira

A conhecida coach Valéria Ruiz promove em Goiânia dias 11, 12 e 19 de dezembro o curso 'Empreendedorismo Feminino', com 24 horas de duração, e chancela da Fecomércio e Senac. (62) 3219-5165.

Comentários