Por Leandro Mazzini
Publicado 20/12/2018 10:16 | Atualizado 20/12/2018 10:26

Os diretores da Agência Nacional de Petróleo (ANP) terão um Natal turbinado se atentarem para o oportunismo capitalista que se engendra entre tanques das grandes distribuidoras - que dominam quase 80% do mercado nacional.

Com o incêndio que ocorreu na última segunda-feira (17) na Refit, as grandes distribuidoras já elevaram o preço do combustível no Rio de Janeiro, e em outras cidades.

A aposta é que falte combustível nos postos 'bandeira branca' e, com isso, essas empresas vislumbram a oportunidade de faturar mais durante as festas de final de ano com a alta demanda nos postos.

No incidente da segunda, a Refit agiu rápido: controlou o incêndio na Área de Descarga de Insumos, sem perdas humanas, e logo depois instaurou sindicância para apurar as causas do incidente. Contratou o ex-ministro da Controladoria Geral da União Valdir Simão para presidir e coordenar os trabalhos da sindicância.

Você pode gostar