PF acertou tiro na maior fabricante de cigarros do Paraguai

O golpe maior da Polícia Federal no ex-todo poderoso não está ligado aos fatos policiais envolvendo o doleiro amigo Dario Messer

Por Leandro Mazzini

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia
Presidente da Câmara, Rodrigo Maia -
Brasília - O pedido de prisão expedido pela Justiça brasileira contra o ex-presidente do Paraguai Horácio Cartes não tem precedentes na História do Cone Sul. Mas o golpe maior da Polícia Federal no ex-todo poderoso não está ligado aos fatos policiais envolvendo o doleiro amigo Dario Messer.
É um tiro certeiro na Tabesa, maior fabricante de cigarros do Paraguai, de propriedade de Cartes, e há muitos anos na mira da PF por supostos crimes de contrabando e pirataria para o Brasil, além de sonegação. O mandado mira Cartes, mas a PF e a Receita Federal comemoram o golpe no cartel da máfia do cigarro.
Fiscalização
Autoridades da PF e da Receita na tríplice fronteira, passagem obrigatória da carga contrabandeada, acreditam que, sem o comando do capo, o esquema vai diminuir bem.
Mediunidade
O advogado de João de Deus, Ronivan Junior, alega que tem lastro para aquisições, por atender muitos clientes. Conhecidos indicam que este ano comprou um loteamento e dois apartamentos em Anápolis (GO), e uma fazenda em Iporá (GO).
Cadê
Como a Coluna revelou ontem, a Polícia Civil de Goiânia investiga o sumiço de malas de dinheiro do médium que estariam nas fazendas quando ele foi preso.
Dois pesos
Lula entrará de cabeça na campanha de Marcelo Freixo (PSOL) para a prefeitura do Rio de Janeiro. É provável que autorize um petista na vice. Mas com o cuidado de não melindrar o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), amigo de longa data.
Mote eleitoral
Lula cravou uma palavra na cabeça para repetir até a eleição de 2022, seja candidato ou não: milicianos. É com ela que pretende provocar diariamente o presidente Jair Bolsonaro. Mas não há qualquer relação, pelo menos à luz da lei e dos olhos do povo, de Bolsonaro com a milícia. Que se saiba.
CPI do óleo
A contragosto do Governo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, criou a CPI que vai investigar a origem das manchas de óleo que se espalharam pelo litoral do Nordeste brasileiro. A comissão foi arquitetada pela oposição com o apoio dos partidos do Centrão: 267 deputados assinaram o requerimento do deputado João Campos (PSB-PE).
Cobranças
Além de investigar a origem dos vazamentos, os oposicionistas preparam os pedidos de convocação de ministros do Governo Bolsonaro para cobrar explicações sobre as medidas adotadas até o momento para diminuir os danos do desastre.
Bandeira
No Dia da Bandeira , a do pavilhão nacional em Brasília, o ícone do orgulho nacional da república, estava rasgada. Por causa do vento, claro. Mas não cuidaram a tempo.
Que tal?
O ex-presidente boliviano Evo Morales, exilado no México, ficou furioso com repórter que o perguntou por que não preferiu se refugiar em países hermanos como Cuba ou Venezuela. É aquela história, quem se acostuma a dormir em travesseiros com penas de ganso, não dispensa o circuito Elizabeth Arden.
Empréstimo$
Empréstimos do BNDES para governos estrangeiros ou investimentos da instituição em outros países poderão ser vetados pelo Congresso. Chegou à Comissão de Constituição e Justiça do Senado o PLS 261/2015 que também proíbe o banco de prorrogar a validade de operações já contratadas com governos estrangeiros.
Venda$
As vendas no Natal devem movimentar R$ 60 bilhões. Conforme a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, 77% dos consumidores devem presentear alguém no Natal deste ano, percentual próximo aos 79% que fizeram compras na data do ano passado. Cerca de 119,8 milhões de brasileiros devem ir às compras este ano.

Comentários