Jorge Aragão no elevador
Jorge Aragão no elevadorReprodução Instagram
Por O Dia
Em recente julgamento de uma ação trabalhista ajuizada por um técnico de som prestador de serviço contra o cantor Jorge Aragão, o magistrado de primeira instância reconheceu o vínculo empregatício do ex-funcionário com o artista. No entanto, o advogado de Jorge Aragão, José Estevam Macedo Lima, entrou com recurso para descaracterizar o vínculo empregatício, alegando que não havia habitualidade na prestação do serviço, que é um dos requisitos da lei para configurar vínculo de emprego. O recurso foi julgado procedente. Sendo assim, o técnico de som teve nova sentença desfavorável, após decisão unânime dos desembargadores da 4ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho, que reformaram integralmente a sentença de primeira instância. O ex-funcionário, no entanto, ainda pode recorrer.