Pushpika De Silva
Pushpika De Silva Reprodução
Por O Dia
A final do concurso Miss Sri Lanka acabou em uma grande confusão no sábado (3). Eleita pelo jurado Pushpika De Silva teve sua coroa arrancada por Caroline Jurie a Miss Sri Lanka de 2019 e Miss Mundo em 2020, após ser acusada de ter burlado uma das principais regras do evento, que exigia que as participantes fossem casadas. Pushpika alegou que antes de entrar na competição comprovou que vivia em casas separadas do marido, mas que não era divorciada. Só que Jurie subiu ao palco e arrancou o microfone do apresentador logo após a coroação da nova miss.
"Há uma regra que impede mulheres que já tenham sido casadas e sejam divorciadas, então estou tomando medidas para que a coroa vá para a segunda colocada", disse a ex-Miss, que não satisfeita partiu para cima de Pushpika e arrancou a coroa com força. Em seguida, ela colocou o símbolo da vencedora na então vice. Pushpika  saiu do palco chorando.
Publicidade
Nesta segunda-feira (5), a Miss eleita conseguiu retomar o prêmio depois de entrar na Justiça contra os organizadores do evento e também contra a ex-Miss. Além de injúria, difamação e humilhação pública Pushpika deu entrada em uma ação de lesão corporal, já que recebeu unhadas na cabeça na hora da retirada da coroa.