Saúde não tem transparência em Mesquita

Prefeitura não informa o custo da reforma nem os gastos com equipamentos de unidade de pronto atendimento

Por Cássio Bruno*

Hospital municipal Mário Bento, em Mesquita, está fechado
Hospital municipal Mário Bento, em Mesquita, está fechado -

Rio - Os moradores de Mesquita, na Baixada Fluminense, têm uma unidade de pronto atendimento 24 horas, a Dr. Mario Bento, novinha em folha. Foi fechada e reformada pelo prefeito Jorge Miranda (PSDB) assim que ele assumiu, em janeiro de 2017. Mas... até hoje não foi reaberta. Faz mais de um ano. O local fazia, em média, 500 atendimentos por dia.

O mais espantoso é que a prefeitura não informa o custo da reforma e nem os gastos com os equipamentos (observe na foto). A Câmara de Vereadores já cobrou e não obteve resposta. Mesquita tem 171,8 mil habitantes e apenas uma UPA para emergências, do governo do estado, que não é suficiente à população.

Outro lado

A prefeitura não deu prazo para reabrir a unidade de saúde. Mas diz, em nota, que "o antigo hospital está sendo transformado numa clínica da família". O local não funcionará mais 24 horas. Além disso, só fará consultas e terá serviços de laboratório, raio-x e atendimento odontológico.

Enigmático

O vereador Cesar Maia (DEM) deixou no ar quando perguntado pelo Informe se havia desistido mesmo de disputar o Senado. "As decisões majoritárias sobre os estados só serão tratadas na segunda quinzena de julho, pois fazem parte de acordos nacionais", disse.

No aguardo

Questionado sobre o até então desafeto Eduardo Paes (DEM), pré-candidato ao Guanabara, Cesar Maia evitou polemizar: "Tem condições de elaborar um bom programa de governo. Aguardo para opinar".

Ao ataque

Anthony Garotinho (PRP), pré-candidato ao governo, não poupou Indio da Costa (PSD) na polêmica de Crivella no encontro com pastores. "É um oportunista", disse o ex-governador sobre Indio, que não respondeu.

Lembrando

Como a Coluna mostrou ontem, Indio da Costa está quase desembarcando da aliança com o prefeito por causa do desgaste.

Fala, Márcia!

Gaiatos criaram, no Facebook, o evento 'Vamos falar com a Márcia?' para a próxima quarta. Em reunião com pastores, Crivella indicou a servidora Márcia Nunes para ajudá-los a agendar cirurgias.

Pé-frio?

O presidente da Riotur, Marcelo Alves, pagou quase R$ 500 mil em um telão para transmitir a final da Copa, em Copacabana. Mas o Brasil foi eliminado.

(* Interino)

Comentários