André Corrêa - Reprodução
André CorrêaReprodução
Por O Dia

(Atualização: Com relação a esta denúncia, a Justiça Eleitoral não viu elementos para condenar nenhum dos políticos citados.)

 

Rio - O Ministério Público Eleitoral solicitou ao Tribunal Regional Eleitoral (TER-RJ) que multe o deputado estadual André Corrêa (DEM), o prefeito de Teresópolis, Vinicius Claussen (PPS), e o partido DEM. Alega que houve uso de serviços e obras públicas na campanha de André Corrêa à reeleição e que a ilegalidade começou em 16 de julho, antes mesmo do período eleitoral. A punição seria o corte do repasse do Fundo Partidário.

A procuradora regional eleitoral auxiliar Adriana de Farias constatou que Corrêa e Claussen se apresentaram em vídeos nas redes sociais como sendo Corrêa o responsável por obras públicas em Teresópolis. O MPE quer que os políticos respondam por conduta vedada a agentes públicos, o que poderia render multa de até R$ 330 mil. Corrêa também é acusado de se valer de projeto ambiental em Jacarepaguá, no Rio, e da Central de Ambulâncias da Maternidade-Escola de Valença, no Sul do estado.

(Atualização: Com relação a esta denúncia, a Justiça Eleitoral não viu elementos para condenar nenhum dos políticos citados.)

 

Você pode gostar