Deputado que rasgou placa de Marielle quer título de cidadã para Damares

Rodrigo Amorim pedirá que os homens vistam roupas azul e, as mulheres, rosa em cerimônia

Por CÁSSIO BRUNO

Ministra Damares Alves durante solenidade de transmissão de cargo do novo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.
Ministra Damares Alves durante solenidade de transmissão de cargo do novo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. -

O deputado estadual eleito Rodrigo Amorim (PSL) encontrou um jeito de apoiar a nova ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves. Ela virou piada nacional ao declarar que "menino veste azul" e "menina veste rosa". Ao assumir, em fevereiro, seu primeiro ato como parlamentar será o de apresentar um projeto para conceder a ela o título de cidadã do Estado do Rio.

E não é só isso. Amorim, que provocou polêmica ao destruir uma placa em homenagem à vereadora assassinada Marielle Franco (PSOL), fará um pedido especial aos convidados para a cerimônia. Pedirá que os homens vistam roupas azul e, as mulheres, rosa.

Aprovação

O projeto precisará, antes, ser aprovado no plenário da Alerj pelos nobres deputados. "Foi uma metáfora muito apropriada (contra a ideologia de gênero). Deixem nossas crianças em paz", afirmou Rodrigo Amorim.

Segue...

Já o vereador Major Elitusalem Freitas (PSC) vai propor a medalha Pedro Ernesto para a ministra.

Efeito Bolsonaro

As equipes de Comunicação do Palácio do Planalto e dos ministérios estão tensas. Jornalistas Sênior, com salários hoje entre R$ 15 mil e R$ 25 mil, estão sendo demitidos.

Mais novos

A ordem da turma de Bolsonaro é contratar jovens profissionais com salários mais baixos. Além disso, todas as assessorias de imprensa serão reduzidas à metade.

Vale lembrar

Os cortes são referentes a jornalistas que prestam serviço a empresas com contratos com o governo federal, como CDN, FSB e Informe Comunicação.

E no Senado...

Eleito graças à onda Bolsonaro nas redes sociais, Arolde de Oliveira (PSD) ensaia uma candidatura à Presidência do Senado. Ele venceu Cesar Maia (DEM) por 54,6 mil votos e ficou com a segunda vaga.

Promessa é dívida

Em debate na campanha, o governador Wilson Witzel (PSC) prometeu, se eleito, continuar morando no apartamento da família, no Grajaú. Mas vai se mudar com a mulher e os filhos para o Palácio Laranjeiras, residência oficial.

Aliás...

Witzel afirmou também que cancelaria o plano de saúde para ser atendido pelo SUS e que os filhos estudariam em colégio público. Será?

Outro lado

Em nota, o novo presidente da Imprensa Oficial, José Cláudio Cardoso Ururahy, negou ontem a existência de uma sindicância para apurar corrupção no órgão que publica os atos dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

Mas...

A Coluna mantém a informação. O ex-presidente Francisco Augusto Nobre afirmou que o pedido de investigação foi protocolado. "Tenho todos os registros que eu fiz", conta.

O alerta

Nobre diz ter sido alertado pela Procuradoria sobre contratos suspeitos. Como deixou o cargo, a apuração não prosseguiu. Ele não quis revelar o motivo da demissão de Ururahy.

O retorno

Ururahy foi nomeado presidente da Imprensa Oficial pelo novo governo.

Comentários